Camisa Branca

Archive for the ‘Dicas’ Category

Muito se fala sobre tendencias de verão de inverno da semana de moda de Milão, Nova York ou Zambia, mas na vida real é muito dificil e até um pouco de afetação (na minha humilde opinião) sair comprando tudo que está na moda, só porque todos estão usando.

O objetivo aqui é pegar uma mesma camiseta branca e montar alguns looks para diferentes ocasiões, uma inspiração mesmo.
Lenço:
Um lenço pode fazer toda a diferença na hora de montar um look, fica mais chic, e vale apostar nas cores fortes e nos lenços com estampas também.

Fazem algumas estações que o colete virou peça obrigatória no nosso closet, junte a sua camisa branca com essa peça e ganhe um look lindo e moderno, tenho visto nas lojas de departamento alguns coletes com plumas, achei lindo e glamuroso.
Ahh, você pode arrazar de coletinho e echarpe, phynissima!

Cintos, maxi colares, chapéus,  paetes… vale tudo ..a sua camisa pode ir ao trabalho, happy hour ou simplesmente um passeio a tarde.

Com o friozinho que tem feito, as camisas xadrez flaneladas são sempre uma boa pedida. Voltamos ao nosso drama do Brasil onde muitas pessoas que usam camisa xadrez são vistas como grunge, “emo”, etc.  Novamente, nos Estados Unidos e Europa por exemplo elas são super comuns e parte do guarda roupa de crianças, jovens e adultos.

Aberta, fechada, com manga dobrada, camisa branca por baixo, calça skinny e até suspensórios. Vale tudo.

Camisa xadrez é peça chave para se ter no armário.

Etiquetas: , , , ,

A camisa branca é uma das peças mais versáteis que o homem pode ter no guarda-roupa: combina com todo mundo, nunca sai de moda, pode ser usada com terno, jeans e até bermuda. O Hora H desta semana conversou com Christiano D’Carlos, estilista especializado em camisas sob medida, para revelar os segredos deste clássico que sempre se renova.

“Até meados do século 18, somente os colarinhos das camisas ficavam à mostra. No século seguinte, a história começa a mudar, pois as camisas brancas ganharam notoriedade e valor. Elas traduziam o status e o poder da aristocracia já que apenas os aristocratas podiam usar e trocar quantas camisas brancas fossem necessárias”, explica D’ Carlos.

Hoje, a camisa branca ficou mais democrática e tem inúmeras variações de preços. Os modelos, à primeira vista, podem parecer todos iguais. Mas não são. A seguir, Christiano D’Carlos dá dicas para você não errar na escolha da sua camisa branca.

Divulgação

A camisa branca em seis partes

01 – Colarinho
Opte pelo colarinho adequado ao seu rosto e na medida certa do seu pescoço. O ideal é que esteja com um dedo de folga para não te apertar muito e nem deixar muita sobra caso use com gravata.

As variações em torno do colarinho são muitas e cada marca escolhe o nome mais adequado para os modelos mais abertos ou fechados, longos ou curtos, pontudos ou arredondados, os que vêm fechados com botão aparente ou interno. Ainda existem as golas padres, bem informais, e as de colarinho levantado, para uso com smoking, bem tradicionais e formais.

A regra é simples: se você tem rosto redondo, opte por colarinhos mais pontudos. Rosto fino pede colarinhos mais abertos. Para o formato quadrado, um colarinho tradicional tipo inglês é o ideal.

O colarinho também define o tipo de nó da gravata: quanto mais aberto o colarinho, maior o nó e vice-versa. Preste atenção também ao usar uma camisa sem gravata: o colarinho deve ser firme, mas nunca ficar muito duro, com aspecto de engomado. Na hora da compra, diga que quer um modelo para usar com e sem gravata.

02 – Punho

O punho da camisa ideal deve ter cinco cm a mais que a medida exata do seu punho. Existem vários modelos, desde o simples (com um botão), simples com botão extra de ajuste, simples com dois botões, assim como os duplos com botão ou com caseado para abotoaduras.
D’Carlos conta que antigamente as abotoaduras eram usadas em ocasiões muito formais ou por altos executivos. Com o advento das abotoaduras feitas de nós de seda, isto vem mudando. “Muitos jovens vêm adotando estes nós porque são mais casuais, além de conferir um toque de cor e estilo nas camisas”.

03 – Ombros
Olhe no espelho e repare se os ombros da camisa estão proporcionais ao seu corpo. Uma dica para saber onde termina seu ombro é apalpar com a mão seu ombro até sentir aquele osso, quase na ligação onde começa seu braço.

04 – Tórax
O ideal é que não sobre nem falte tecido nesta região do corpo. Do contrário, ou você vai ficar desconfortável usando uma camisa apertada, ou poderão aparecer algumas pregas quando estiver com paletó ou casaco.

05 – Manga
Solte o botão do punho da camisa, estique o braço e repare no comprimento da manga da sua camisa. O ideal é que o punho esteja uns 2 ou 3 cm abaixo do seu pulso (com as mãos fechadas).

06 – Corpo
Sem seguir modismos ou tendências que ultimamente sugerem camisas mais justas, o ideal é que o corte da camisa esteja próximo ao seu corpo. Eu disse próximo, e não colado ao seu corpo. Desta forma você pode se movimentar sem perder a elegância.

Divulgação

Modelos de camisa branca da Ermenegildo Zegna


Os diferentes tipos de tecidos

De um modo geral, prefira as camisas 100% algodão, pois este material oferece melhor conforto térmico ao clima brasileiro. Evite as de tecido sintético.

O tecido é o resultado do entrelaçamento de diversos fios em dois sentidos, na horizontal, a trama (largura do tecido) e na vertical o urdume (comprimento do tecido). O entrelaçamento desses fios determina o tipo de tecido, já a espessura, determina a sua qualidade.
Quanto maior o número ou titulagem (fio 40, 50, 80, 100, 120, etc), melhor é a qualidade do tecido, pois quando o fio é mais fino exige uma quantidade maior de fios por cm² de tecido. Desta forma, a durabilidade, o toque e o caimento tornam-se superiores.

Para D´Carlos uma camisa ideal seria uma fio 120. “Claro que uma camisa de algodão egípcio com fio 200 é como se fosse uma Ferrari. O toque e caimento são excelentes, porém elas amassam como muita facilidade. Já as de fio 120, o toque e caimento são muito bons, e se mantém alinhadas por mais tempo durante o dia.”

Pronta x sob medida

Assim como o terno, uma camisa pronta se refere a um processo industrial de fabricação em que há uma padronização de medidas. Já uma camisa sob medida é um processo artesanal feito peça a peça, com moldes criados especialmente para uma pessoa.

Moldes de camisas feitas sob medida

A grande dificuldade na hora de escolher uma camisa pronta é achar medidas do colarinho que batam com as medidas do corpo em geral. Um homem com pescoço mais largo e com estatura baixa, por exemplo, com certeza vai ter problemas com a manga que vai ficar muito longa.

Em determinadas lojas, acertos são possíveis, como diminuir o comprimento da manga. Outras, optam por oferecer diferentes tamanhos de colarinhos para uma mesma numeração.

Nas camisas sob medida, as opções de escolhas e combinações são maiores. Pode-se escolher tecido, colarinho, punho, cor e até bordar monogramas personalizados. É claro que isto tem um preço adicional. Nestes casos, os valores começam em torno de R$ 250.

Manga longa x manga curta

Se a camisa branca de manga longa é uma unanimidade em termos de estilo e combinações possíveis, os modelos de manga curta ainda sofrem com alguns dogmas.

Para os mais tradicionais, o uso de manga curta com terno ou gravata é um pecado gravíssimo. Mas desde que bandas de rock, como The Libertines, resgataram gravatas, gravatas borboletas, coletes, suspensórios e paletós mais justos, tudo mudou.

Um conjunto que se tornou cada vez mais comum pelas calçadas e noites de diferentes cidades ao redor do mundo é a camisa branca de manga curta com gravata preta mais fina ou mesmo borboleta, calça mais justa preta com sapato social preto.

Já o uso da camisa de manga curta com terno é mais controverso. Quando você estica a manga do paletó e não aparecer nada por baixo, saiba que todos vão achar estranho. Por isso, prefire evitar o uso em ambientes formais.

Se estiver com dúvida na hora de optar, prefira uma camisa branca de manga longa e dobre os punhos. A regra diz que devemos dobrá-los somente duas vezes, porque se precisar desdobrar, o aspecto será menos amassado. Mas se este não for seu caso, arregace as mangas até a altura dos cotovelos que está tudo certo!

Fonte: Uol Moda Estilo.

3×4 – Gilza Velloso

Sem perder o foco, Gilza Velloso, ícone de elegância e estilo carioca, vem fotografando desde 1997.

Entre Leicas, filtros e lentes ela já montou e participou de diversas exposições no Rio de Janeiro além de fotografar para editoriais de moda e de jóias. Mas, o que realmente a interessa, é fotografar pessoas. Faz portraits e family books com um olhar atual e refinado.

Nome: Gilza Velloso

Signo: Áries

O que carrega na bolsa? Blackberry, óculos de grau, and a little make-up

O que não falta no seu closet? Camisa social branca (sempre) e peep-toes

Uma Paixão: minha família

Baratinho indispensável? Mini gel anti-septico para a bolsa!! Nao ando sem!!!!

Um dia / momento inesquecível… Minha primeira expo fotográfica solo!!!

Look básico para o dia a dia: Camisa branca, jeans, e Birkin laranja

Na hora de escolher um vestido de festa… Fashion and classy

Nunca usaria? Bermuda, never never never…..

Está na wish list… no momento… Bolsa chanel jeans e uma nova lente Nikon. Não necessariamente nesta ordem…

Um programa a dois: Fim de semana al mare com meu marido

Make indispensável: Batom Politely Pink da M.A.C

Perfume: Sou apaixonada por “aromas” , pesquiso, compro , uso e misturo…
Sou fiel a um estilo… Floral… Floral + citrico , floral + roses e jasmim para a noite…sempre!!
Tenho um para malhar , trabalhar … E arrasar rs rs rs
Meu queridinho do momento e “ Fiori di Capri” – Carthusia di Capri- MARAVILHOSO, so da um pouquinho de trabalho para comprar!

Uma música: La Vie en Rose (muito especial para mim!!)

Uma palavra / expressão que uso muito: ADOORO!

Comida preferida: Tudo do mar!!

Dicas de beleza para as leitoras de blog: Tirar a maquiagem com shampoo de bebê, deixa a pele súper macia!!! (Mustela ou Johnson)

Dicas para a leitora do blog sair linda nas fotos! Na hora do click, abaixe a cabeça 2cm da linha do horizonte, o olhar fica mais sedutor… O resto eu conto pessoalmente, rs!

Etiquetas: , , ,

As camisas da Cavalera sempre foi e ainda faz  muito sucesso principalmente entre os jovens por serem modelos alegres e com personagens de sucesso.

Muitos modelos da camisa da Cavalera traz em sua estampa personagens que fazem sucesso com a garotada como por exemplo: Star Wars, Pica pau , Simpons entre muitos outros, sem dizer que as próprias estampas da Cavalera ja são demais.

Muitas celebridades de sucesso aparecem na telinha usando as camisas da Cavalera por serem modernas e de bom gosto as camisas da Cavalera são muito procuradas e usadas pelas pessoas de sucesso e bom gosto.

Se você tambem e moderno e de bom gosto adquira já sua camisa da cavalera e tenha certeza que alem de moderno você vai fazer muito sucesso seja numa balada ou em qualquer outra acasião.

Confira abaixo alguns modelos da Camisa da Cavalera para ajudar em sua escolha na hora de comprar a sua.

Etiquetas: , ,

Esse é um post especial para os rapazes, mas claro que as dicas são super válidas paras as noivas que sempre estão atentas sobre todos os detalhes do casamento, e com certeza estarão atentas em relação ao traje do noivo.

A maior dúvida em relação ao traje dos noivos, é qual traje usar: Terno, fraque ou smoking.
O mais correto e adequado é o Terno, mas vale usar o que o noivo se sente melhor. O que não pode é cometer erros no momento de usar um traje, misturando elementos. Nada de fraque com camisa colorida, smoking de outra cor que não seja o preto e gravata borboleta com terno.

O livro Casamento sem frescuras da Claudia Matarazzo, dá dicas bem valiosas de como escolher seu traje e o que usar com ele:

CASACA: É um paletó preto curto na frente e com a cauda longa, bipartida. A calça também é preta. A camisa é branca, com colarinho alto dobrado nas pontas. Usa-se gravata borboleta e complementa-se o traje com faixa larga preta na cintura. A casaca praticamente só é usada em casamentos da nobreza e após as nove da noite. Quando o noivo usa casaca todos os convidados devem usar smoking.

DINNER JACKET: Também conhecido como meia-casaca, tem calça preta e paletó curto sem cauda. O restante segue as mesmas regras do uso da casaca. Este traje é usado em casamentos muito formais e à noite.

FRAQUE: A calça do fraque é de tecido risca-de-giz. O paletó é cinza-grafite com cauda longa e deve ser usado abotoado. O coleto é preto e há duas opções de camisa. Com a branca social usa-se gravata social em cinza-prateado. Já com camisa branca de gola alta e pontas dobradas usa-se o plastrom, que é uma gravata de cetim cinza-perolado, mais larga e com pontas arredondadas. O fraque também deve ficar restrito a casamentos muito formais e à noite.

MEIO-FRAQUE: É similar ao fraque. O traje, no entanto, não tem cauda e o paletó é usado desabotoado. Cláudia Matarazzo alerta que o meio-fraque como traje nem existe. Ele é uma versão inventada pelos latinos. Muitos noivos caem na conversa das lojas e o usam para ficar “diferente dos convidados”. Se quiser usar o meio-fraque vista colete preto, camisa social branca e gravata social cinza, nunca o plastrom.

SMOKING: Calça preta com faixa acetinada nas laterais, paletó preto com lapela acetinada, camisa branca (com gola alta opcional) e gravata borboleta preta. Só deve ser usado em eventos black tie ou em eventos que se pede traje a rigor.

TERNO: Consiste em calça, colete e paletó. Vale lembrar que o colete é opcional e não combina com todos os tipos físicos. Fica melhor em homens mais altos e magros. Para quem vai casar à noite o terno pode ser preto, grafite-escuro ou marinho quase preto. A camisa deve ser branca ou de outra cor muito clara. A gravata pede motivos discretos. Os sapatos devem ser pretos e nunca em verniz.

DETALHES IMPORTANTES PARA QUALQUER TRAJE:

GRAVATA – a ponta da gravata não deve ultrapassar a fivela do cinto;
CALÇA – a barra da calça deve cobrir o peito do pé, mas sem sobrar atrás;
CAMISA: o punho da camisa deve ir dois dedos além da manga do paletó.

Fonte: Nano e Nana

Um dos grandes problemas que nós, magros temos, é que nosso tórax é mirrado e desproporcional (peguei pesado agora né?).

Okay, eu tenho um truque para ensiná-lo que é meio OUSADO, mas funciona bem para dar volume e dar impressão de que seu peitoral é recheado.

Para ter esse efeito você vai precisar de:

Se você lê com frequência este blog sabe que vestir em camadas é ótimo para o magro.

Aqui você vai ver o efeito bacana que duas camadas podem dar.

Este é meu tórax:

Nada de extraordinário aí. Apenas um magro desgraçado com uma camiseta branca básica.

Então você pega a camiseta de botões, que seja ajustada ao seu corpo, e abotoa somente abaixo do peito. É importante que não seja muito larga a camiseta de botões, porque é o contraste justo da cintura versus sobra de tecido do tórax que vai fazer a diferença.

O pano que vai sobrar acima vai se abrir e dar este visual. Se quiser, utilize um colar, como fiz, para atrair o olhar para a parte superior do seu corpo.

Resultado: você ganha volume na área superior do tronco, pelo formato da abertura do tecido e também ganha volume na área da cintura, encorpando a silhueta ao usar uma dupla camada.

Eu não me preocupo muito com meus braços, porque eles não são tão finos assim, mas se você tem braços extremamente finos, é bom usar uma camisa 3/4 de botões para obter um efeito melhor.

Quando disse que é um visual OUSADO, é porque nem todo homem, mesmo magro, está acostumado a usar camisa justa desabotoada, por correr o risco de ficar feminino.

Etiquetas: , ,