Camisa Branca

Posts Tagged ‘camisa branca

Aprenda: Como Usar Camiseta Branca

Fonte: Mulher Elétrica

Anúncios
Etiquetas: , ,

Matt Bomer jogou água na camiseta branca

Esse é um post especial para os rapazes, mas claro que as dicas são super válidas paras as noivas que sempre estão atentas sobre todos os detalhes do casamento, e com certeza estarão atentas em relação ao traje do noivo.

A maior dúvida em relação ao traje dos noivos, é qual traje usar: Terno, fraque ou smoking.
O mais correto e adequado é o Terno, mas vale usar o que o noivo se sente melhor. O que não pode é cometer erros no momento de usar um traje, misturando elementos. Nada de fraque com camisa colorida, smoking de outra cor que não seja o preto e gravata borboleta com terno.

O livro Casamento sem frescuras da Claudia Matarazzo, dá dicas bem valiosas de como escolher seu traje e o que usar com ele:

CASACA: É um paletó preto curto na frente e com a cauda longa, bipartida. A calça também é preta. A camisa é branca, com colarinho alto dobrado nas pontas. Usa-se gravata borboleta e complementa-se o traje com faixa larga preta na cintura. A casaca praticamente só é usada em casamentos da nobreza e após as nove da noite. Quando o noivo usa casaca todos os convidados devem usar smoking.

DINNER JACKET: Também conhecido como meia-casaca, tem calça preta e paletó curto sem cauda. O restante segue as mesmas regras do uso da casaca. Este traje é usado em casamentos muito formais e à noite.

FRAQUE: A calça do fraque é de tecido risca-de-giz. O paletó é cinza-grafite com cauda longa e deve ser usado abotoado. O coleto é preto e há duas opções de camisa. Com a branca social usa-se gravata social em cinza-prateado. Já com camisa branca de gola alta e pontas dobradas usa-se o plastrom, que é uma gravata de cetim cinza-perolado, mais larga e com pontas arredondadas. O fraque também deve ficar restrito a casamentos muito formais e à noite.

MEIO-FRAQUE: É similar ao fraque. O traje, no entanto, não tem cauda e o paletó é usado desabotoado. Cláudia Matarazzo alerta que o meio-fraque como traje nem existe. Ele é uma versão inventada pelos latinos. Muitos noivos caem na conversa das lojas e o usam para ficar “diferente dos convidados”. Se quiser usar o meio-fraque vista colete preto, camisa social branca e gravata social cinza, nunca o plastrom.

SMOKING: Calça preta com faixa acetinada nas laterais, paletó preto com lapela acetinada, camisa branca (com gola alta opcional) e gravata borboleta preta. Só deve ser usado em eventos black tie ou em eventos que se pede traje a rigor.

TERNO: Consiste em calça, colete e paletó. Vale lembrar que o colete é opcional e não combina com todos os tipos físicos. Fica melhor em homens mais altos e magros. Para quem vai casar à noite o terno pode ser preto, grafite-escuro ou marinho quase preto. A camisa deve ser branca ou de outra cor muito clara. A gravata pede motivos discretos. Os sapatos devem ser pretos e nunca em verniz.

DETALHES IMPORTANTES PARA QUALQUER TRAJE:

GRAVATA – a ponta da gravata não deve ultrapassar a fivela do cinto;
CALÇA – a barra da calça deve cobrir o peito do pé, mas sem sobrar atrás;
CAMISA: o punho da camisa deve ir dois dedos além da manga do paletó.

Fonte: Nano e Nana

Uma das primeiras mulheres a reconhecer o atrativo da camisa simples, branca, de estilo colegial foi Coco Chanel. Provavelmente, foi a simplicidade, tão diferente do que as outras mulheres usavam, que a atraiu, porque Chanel sempre lutou para se manter única. E ela estava longe do Ideal de beleza da belle époque, por ser magra e morena, em vez de roliça e rosada, e os estilos “bolo de noiva” da época não lhe assentavam bem.

Chanel percebeu que ficava melhor com roupas simples, inspiradas no guarda-roupa masculino, e era inteligente o suficiente para explorar sua descoberta. Quando outras mulheres viram o quanto essas roupas radicalmente despojadas eram atraentes, elas também quiseram usá-las.

Combinada com os costumes simplificados dos anos de guerra, a camisa branca simples tornou-se uma marca registrada do novo modo de vestir.